12 de jan de 2016

Dramaturgo diz que o Brasil está tomado por um delírio fascista

Em entrevista à TV Carta, dramaturgo faz uma análise da conjuntura política atual e afirma  que o Brasil está tomado por um delírio fascista

De Brasília
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

Com a polarização política partidária nas eleições de outubro de 2014, uma onda de discursos fascistas tomou conta de parte da população do Brasil. Pedidos de "intervenção militar constitucional" e do Impeachent da presidenta Dilma foram o mote principal nas manifestações da elite brasileira contra o governo federal.

O ator, diretor e dramaturgo, José Celso Martinez Corrêa, fundador do Teatro Oficina, fez uma análise desse fenômeno atual durante uma entrevista à TV Carta. Entre outras coisas, Zé Celso diz que esse sentimento de ódio que paira na sociedade, é "alimentado pelo sentimento mais medíocre do ser humano que é o ressentimento". Mais adiante ele diz que o ressentimento "é o não saber ser perdedor, o Aécio tinha que acordar e estudar um pouco da história do avô dele".

Confira:


Postar um comentário