19 de mai de 2016

Artistas podem se inscrever no Festival Cultural da Reforma Agrária em Belo Horizonte

Evento cultural durante a 1ª Feira Estadual da Reforma Agrária / Maria Aparecida/MST
Prazo para músicos e poetas vai até o dia 17 de Junho; evento acontece durante Feira da Reforma Agrária

por Victor Tineo
no Brasil de Fato

Entre os dias 20 e 24 de Junho, Belo Horizonte recebe o Festival Nacional de Artes e Cultural da Reforma Agrária, que exibirá as produções culturais, artísticas e gastronômicas do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que completa 32 anos de existência. As inscrições para músicos e poetas estão abertas até o dia 17 de Junho.

Para participar do evento, é necessário ser militante ou amigo/a do MST. As canções e poesias devem tratar de temas como água, reforma agrária, cultura camponesa, 20 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás ou dos 32 anos do MST. Qualquer gênero musical será aceito.

Os artistas devem acessar o site do Festival e preencher o formulário para cada uma das áreas que pretende participar. Você pode conferir o regulamento para o Festival Musical aqui e para a Mostra de Poesia aqui.

Evento
O Festival Nacional da Reforma Agrária apresentará parte da cultura de luta, produção e resistência na batalha pela terra. Diversas atividades estão confirmadas, como o Festival de Música, Mostra de Poesia, Mostra de Artes Plásticas, Cinema da Terra, contando com atrações culturais de todo o país.

De norte a sul, todas as regiões do Brasil estarão representadas no festival, inclusive, pelo paladar. A Culinária da Terra trará alimentos típicos de vários estados e os mais diversos tipos de sabores.

Também acontecerá uma Feira da Reforma Agrária, com alimentos produzidos em todo o Brasil por famílias assentadas.

Luana Silva, do Coletino Nacional de Cultura do MST, afirma que a construção do evento demandou grandes esforços do movimento. “Organizar um Festival de Cultura Nacional desse porte, nessa conjuntura política, em uma capital central do país, construindo por seus próprios meios as condições objetivas necessárias para essa realização, demonstra mais uma vez a coragem e a rebeldia do MST”, analisa.

“Realizar esse Festival de Cultura é demonstrar ao conjunto da sociedade a riqueza dessa proposta” avalia Silva. Ela explica, também, que mesmo a atual conjuntura de “golpe político” não pode interferir no contato direto do movimento com a sociedade: “Fazer isso é fazer política! é estar em defesa de um projeto para o país que é muito mais amplo que para o campo propriamente dito”, completa.

A poesia e a música também são uma forma de resistência, acredita Luana. Para ela, não apenas servem como uma forma de animar os militantes a continuarem na luta, mas são por si só uma própria forma de lutar pelo movimento com as armas disponíveis. “As artes são uma das formas mais eficientes de se transmitir uma ideia”, completa Luana.

Serviço
O que: Festival de Artes e Cultura da Reforma Agrária
Onde: Belo Horizonte (MG)
Quando: 20 a 24 de Junho
Postar um comentário