10 de mai de 2016

Mulheres são presas por se manifestarem em voo da TAM

Foto divulgada pelas mulheres nas redes sociais
Um grupo de mulheres que vieram à Brasília para participar da 4ª Conferência Nacional de Políticas para Mulheres, foram detidas em voo da TAM por se manifestarem contra o impeachment

De Brasília
Joaquim Dantas 
Para o Blog do Arretadinho

Um grupo de 73 mulheres que vieram à brasília para participar da 4ª Conferência Nacional de Políticas para Mulheres, que está sendo realizada no Centro de Convenções Ulisses Guimarães no centro da capital, foram detidas pela Polícia Federal no início da tarde desta terça-feira (10) e mantidas a bordo da aeronave da TAM que fazia o voo 3437, no trecho Salvador/Brasília.

Segundo informações de participantes da conferência, estavam também à bordo do avião os golpistas baianos deputado federal Jutahy Magalhães, PSDB/BA e a deputada federal Tia Eron, PRB/BA, que não gostaram de ver as mulheres se manifestarem contra o impeachment, denunciando-as à Polícia Federal e exigindo que as mesmas fossem mantidas à bordo da aeronave.

As mulheres informaram por meio de mensagens em redes sociais que os agentes estavam levando-as para serem revistadas em grupos de 10 pessoas por vez, sem a presença de advogados, uma atitude considerada arbitrária por elas.

Após serem revistadas as mulheres estão prestando depoimento e não se sabe, ainda, qual será o desfecho desse fato. Participantes da conferência pedem que advogadas(os) que queiram ajudar, dirijam-se ao Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília.

A deputada federal Jandira Feghali, PCdoB/RJ, declarou à pouco que "Ministros Eleonora e Cardozo conseguiram intervir contra decisão arbitrária da TAM e de deputados hipócritas no vôo que vinha da Bahia e trazia mulheres aguerridas contra o golpe. Tentaram prende-las, mas a democracia falou mais alto!!! Tempos sombrios se aproximam"!!!

Editado às 16:09h

Foto divulgada pelas mulheres nas redes sociais

Postar um comentário