20 de mai de 2016

Vanessa Grazziotin denuncia 'retrocessos' do governo Temer

Foto Jane Araújo/Agência Senado
Em pronunciamento em Plenário, a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) afirmou que as primeiras medidas do presidente interino Michel Temer aprofundam a avaliação negativa, no Brasil e no mundo, de um governo que considera ilegítimo. Para Vanessa, a primeira semana de Temer foi caracterizada pelo anúncio de retrocessos econômicos e sociais.
A senadora espera que a presidente afastada Dilma Rousseff receba de volta seu mandato no julgamento final do processo de impeachment no Senado, mas, se não tiver apoio político para governar, a sociedade deve se manifestar através de um plebiscito.

— A população brasileira queria, de fato, a saída da presidente Dilma, mas jamais apoiou a entrada de Michel Temer. Então, se nós estamos num momento especial, vivendo um impasse especial, vamos chamar a população brasileira [para opinar].

Vanessa Grazziotin, ao relatar participação em evento em Portugal, ressaltou os questionamentos internacionais sobre a validade do impeachment de Dilma Rousseff. Para ela, “todos” no exterior estão bem informados sobre o que está acontecendo no Brasil, pois acompanham análises diferentes dos meios de comunicação brasileiros.

A senadora lembrou que, pela primeira vez desde a década de 1970, o governo não tem uma mulher no ministério, o que agravou a desconfiança dos estrangeiros diante de Michel Temer, e acusou o presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, de “dar as cartas” no governo.

da Agência Senado
Postar um comentário