11 de nov de 2016

GDF usa a força para impedir manifestação dos(as) trabalhadores(as)

Por Luis Ricardo
em sinprodf.org.br

O Sinpro repudia a postura do Governo do Distrito Federal, que nos últimos dias está subtraindo material de campanha do sindicato e da CUT Brasília. 
Na última quarta-feira (09), agentes da Agefis, a mando de Rollemberg, utilizaram de força para tomar quatro faixas da campanha #RollembergMente dos trabalhadores que seguravam o material, mesmo vendo que as faixas não estavam jogadas na rua, mas acompanhadas. É importante salientar que o material recolhido tem dono, nota fiscal e estava nas mãos dos trabalhadores, portanto, o governo não tem o direito de fazer o que fez e agir de forma bruta e covarde.

Além de dar calote nos(as) trabalhadores(as), Rollemberg mostra que o único diálogo que tem com os servidores é por meio da força, do desrespeito. Esta forma de intimidação não será tolerada e a resposta da categoria para tudo isto será o de intensificar a mobilização.

Por meio da campanha #RollembergMente, a população tem sido informada sobre os calotes que os trabalhadores têm sofrido do GDF. Esta campanha ganhou as redes sociais e a música (jingle da campanha) também ganhou destaque nas ruas da cidade. O porquinho representa os cofres públicos do Governo do Distrito Federal, os quais recebem dinheiro advindo dos impostos e taxas pagas pela população para ter serviço público, gratuito, moderno, de qualidade e não vê isso acontecer na capital do país.

É por meio desta campanha que o Sinpro denunciará todo o desrespeito do GDF com os servidores públicos, uma vez que a utilização de outdoors na cidade não será possível, já que as empresas, pressionadas pelo governo, se recusaram a colocar o material de campanha. Em função disto utilizaremos todos os outros meios de comunicação visual para esclarecer a população sobre todo o desmando e desrespeito de Rollemberg, inclusive com panfletagens nas escolas e fixação de faixas nas casas das pessoas.

Postar um comentário