30 de nov de 2016

Síntese sobre o acidente com o time do Chapecoense

⁠⁠⁠
Abaixo vai uma síntese colhida nos Grupos/FAB sobre o acidente aéreo da madrugada , com os jogadores do Chapecoense
Num primeiro momento os órgãos da imprensa, na intenção de captar a atenção das pessoas, recorrem a todo tipo de informação, seja ela falsa ou verdadeira. 

Pelo conhecimento e experiência profissional que temos, a falha foi falta de combustível. 

O avião já estava em aproximação para pouso e caiu. 

Foi queda, não foi colisão com o terreno. 

Em queda, sempre há sobreviventes, como foi o caso; em colisão com o terreno não há. 

Esse tipo de Avião não tem capacidade de alijamento de combustível, porque ele não precisa desse recurso. 

A falha elétrica reportada pelo piloto foi devido à falha dos motores por falta de combustível. 

Não houve fogo após a queda, porque não havia combustível. 

Esse avião é para vôos regionais, tem alcance de pouco menos de 3000 quilômetros, e a distância entre Santa Cruz e Medellín é exatamente essa. 

Ele jamais poderia ter feito esse vôo direto. 

Teria que abastecer em algum ponto da rota.

Infelizmente, em alguns países, a aviação é bastante precária. 

O avião deve ter sido fretado pelo preço baixo.

Infelizmente, muitas vezes,  as pessoas colocam o dinheiro à frente da própria segurança. 

O resultado pode ser esse, terrível, dezenas de vidas preciosas perdidas.

colaborou Carlinhos Soares
Postar um comentário