22 de abr de 2015

O PIG esmaga a Petrobras

Os noticiários do PIG esmagam a Petrobras numa tentativa de desvalorizá-la
De Brasília
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

É de impressionar como o Partido da Imprensa Golpistas, PIG, esmaga a Petrobras em seus noticiários. Em cada frase eles incluem palavras como crise, reconstrução da empresa, papeis em queda, sobe, desce, caindo e por aí vai. De um modo geral, a imprensa tem dado ênfase somente aos acontecimentos negativos envolvendo a estatal, mas ignora a contribuição dela ao país, especialmente na geração de riquezas.

Em 2014 a Petrobras ultrapassou uma das maiores produtoras de petróleo do mundo, a Exxon Mobil, dos Estados Unidos. O faturamento da brasileira, em 2013, foi de R$ 305 bilhões, o que representa mais de 6% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, sem contar que os investimentos anuais em pesquisa feitos pela Petrobras somam mais de R$ 100 bilhões.

A Petrobras é responsável por uma frota de 326 navios, tem 35 mil quilômetros de dutos, mais de 17 bilhões de barris em reservas, 15 refinarias e 134 plataformas de produção de gás e petróleo. O valor de mercado da Petrobras era de 15 bilhões de dólares em 2002. Hoje esse valor é de 110 bilhões.

O que o PIG não fala é que a Petrobras, do Oriente Médio ao México, está presente em 22 países e com a exploração do pré-sal, já alcançou quase sete mil metros de profundidade, com tecnologia totalmente brasileira. 

A Petrobras é a nona maior companhia de energia do mundo, com base no valor de mercado, segundo a IHS Energy. Anualmente, a consultoria lista as 50 maiores empresas de energia.

A empresa também recebeu o prêmio de Melhor Empresa do Setor de Petróleo e Gás, na 14ª edição do anuário Valor 1000, que escolhe as empresas com melhor desempenho de 26 setores da economia brasileira. Esta é a sétima vez que conquista a premiação desde a primeira vez em que foi reconhecida, em 2007. A seleção das campeãs em suas respectivas áreas é feita de acordo com uma série de critérios de desempenho, como rentabilidade e liquidez, crescimento sustentável, lucro da atividade e geração de valor. Foi considerada também, a primeira das 50 maiores indústrias que operam no Brasil, de acordo com o ranking anual Melhores & Maiores 2014, da revista Exame. A pesquisa contou com dados de mais de 3 mil empresas entre os maiores grupos privados do país. A Petrobras Distribuidora foi líder no setor de Atacado (por fatia no mercado), além de primeira nos rankings de vendas líquidas, geração de riqueza por empregado e comércio por vendas.

Quinta Marca Mais Valiosa do Brasil de 2014
Ficou em quinto lugar no ranking “As Marcas mais Valiosas do Brasil”, com valor de marca de US$ 3,2 bilhões. Este ranking é promovido pela consultoria BrandAnalytics e pelo instituto inglês Millward Brown. A premiação foi realizada pela revista IstoÉ Dinheiro, em abril de 2014.

Troféu Transparência 2014
Está no ranking das empresas de capital aberto com faturamento acima de R$ 5 bilhões, de acordo com o Troféu Transparência 2014. Em sua 18º edição, ele é um reconhecimento à transparência das empresas em relação às informações prestadas em demonstrações financeiras. A premiação é organizada pela Associação dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac), em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi) e Serasa Experian.

A empresa publicou em sua página uma série de ações adotadas após a Operação Lava Jato, confira:

• Comissões Internas de Apuração: criamos Comissões Internas de Apuração para averiguar indícios ou ocorrências de não-conformidades relativas a normas, procedimentos ou regulamentos corporativos, bem como subsidiar medidas administrativas e procedimentos decorrentes. Os resultados são encaminhados às autoridades competentes para as medidas pertinentes.

• Escritórios de Investigação Interna Independentes: contratamos dois escritórios de advocacia independentes especializados em investigação, um brasileiro (Trench, Rossi e Watanabe Advogados) e outro americano (Gibson, Dunn & Crutcher LLP), para realizar uma investigação interna independente.

• Comitê Especial Independente: constituímos um Comitê Especial Independente que atua como interlocutor (“Reporting line”) das investigações internas independentes conduzidas pelos escritórios de advocacia. O novo diretor de Governança, Risco e Conformidade, João Adalberto Elek Júnior, é um dos membros do Comitê, juntamente com a ministra aposentada do Supremo Tribunal Federal, Dra Ellen Gracie Northfleet, e o Chief Compliance Officer da Siemens AG de 2007 a 2010, Dr. Andreas Pohlmann.

• Bloqueio Cautelar de Empresas: constituímos Comissões para Análise de Aplicação de Sanção (CAASE) e realizamos o bloqueio cautelar de empresas pertencentes aos grupos econômicos citados como participantes de cartel nos depoimentos realizados. Essas empresas estão cautelarmente impedidas de participar das nossas licitações e de contratar com a Petrobras. A decisão de bloqueio cautelar não implica paralisação ou rescisão de contratos vigentes, nem a suspensão de pagamentos devidos por serviços prestados.

• Medidas Jurídicas para Ressarcimento: estamos trabalhando nas medidas jurídicas adequadas para ressarcimento dos danos causados à Companhia, inclusive de imagem.

• Colaboração com as investigações: temos colaborado efetivamente com os trabalhos das autoridades públicas, conforme reconhece o Poder Judiciário e o Ministério Público Federal. Temos atendido sistematicamente aos órgãos de controle externo (Tribunal de Contas da União – TCU, Controladoria Geral da União – CGU e Ministério Público) e manteremos nosso empenho colaborando com as investigações e auditorias.

Está claro que essa onda de noticias negativas sobre a empresa, é uma tentativa de desvalorizá-la, criando todo um clima para sua privatização, à preço de banana, ou alguém tem dúvidas que o capital internacional está babando para colocar as suas garras na maior empresa brasileira?

Com informações da Petrobras
Postar um comentário