12 de jan de 2017

Amar nunca ofende

Foto Joaquim Dantas
Amar nunca ofende
Joaquim Dantas

Da minha janela,
que de tão amarela
me encanta e seduz,
reencontro teu riso,
teu olhar incisivo,
porque te amar me propus...

Mas que amor é esse,
que de tão incerto e volátil
carrega nas sombras
a coragem de Aquiles?

É o amor que eu escolhi
e que me conforta o dia,
que me acalma a rebeldia
e que me remete à luta.

É o teu olhar feminino
que em nada me frusta,
mas desenha o meu destino...

À você que veio e ficou. À você, que ainda não chegou...
Foto Joaquim Dantas Fotografia® @joaquimdantasdf
Postar um comentário