24 de mai de 2015

Fórum do Gama consulta a população na feira

Foto Joaquim Dantas/Blog do Arretadinho
Fórum do Gama foi à feira coletar assinaturas da população pela implantação do Parque Urbano
Do Gama
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

O Fórum Comunitário e de Entidades do Gama, FComGama, montou uma tenda na Feira Permanente, na manhã deste domingo (24), para coletar assinaturas da população pela implantação do Parque Urbano e Vivencial do Gama, PUVG.

Há anos que a população da cidade reivindica a implantação do Parque, sem parcelamento da área, sem invasões e sem estacionamentos irregulares, ilegais e imorais, como os dois que foram construídos no local. 

Os moradores precisam ir até o Plano Piloto ou à outras cidades, nos finais de semana e feriados, para levar suas famílias para ter momentos de lazer, recreação ou praticar esportes, mesmo tendo no perímetro urbano do Gama, uma área pública de 590.000 metros quadrados que está abandonada pelo poder público.

A ocupação irregular do parque por igrejas e instituições também faz parte da reivindicação. Atualmente existem no local duas igrejas, uma evangélica e outra católica; duas associações de idosos; uma loja maçônica e várias chácaras. Todos alegam que ocupam o local legalmente, com autorização de governos anteriores, entretanto, não apresentam as supostas autorizações.

A população do Gama assina documento pela impactação do
PUVG
Clique para ampliar
Durante o período em que esteve na Feira Permanente, o Fórum também recebeu as demandas dos moradores da cidade, que serão encaminhadas ao Poder Público para que sejam atendidas.

A Tenda do Fórum, como já está sendo chamada a atividade da entidade, percorrerá a cidade para identificar os problemas apontados pela população e encaminha-los ao Governo de Brasília, que deveria ser do Distrito Federal.

A Comissão de Ocupações Irregulares de Espaços Públicos do Fórum já iniciou um levantamento dessas ocupações que, em sua maioria, são feitas por igrejas, Policiais e Bombeiros Militares. Estes últimos estão ocupando os becos para a construção de casas.

Embora a atividade tenha sido amplamente divulgada nas redes sociais e nos grupos de WhatsApp, a participação da Administração Regional do Gama foi escassa, sugerindo uma falta de interesse na legitimação do tema proposto, em face de um dos principais objetivos do Fórum, que é o de registrar os anseios populares. 

Outro fato que pareceu estranho foi a ausência dos meios de comunicação da cidade que, coincidentemente, ocupam cargos comissionados no governo. O único veículo de comunicação que acompanhou a Tenda do Fórum, foi o Blog do Arretadinho.
Postar um comentário