27 de mai de 2015

PCdoB expulsa prefeito em Minas

 Ao centro, prefeito Denilson da Silveira escuta a decisão
da Comissão de Controle do PCdoB-MG,
coordenada pelo relator Fernando Máximo
foto Mariana Viel
PCdoB decide por unanimidade pela expulsão de prefeito em Minas


Às vésperas da realização da 10ª Conferência Nacional do PCdoB, a ser realizada em São Paulo entre os dias 29 e 31 de maio, a direção do Comitê Estadual do Partido em Minas Gerais decidiu pela expulsão do membro da direção estadual e prefeito do município de Francisco Sá, Denilson da Silveira, mais conhecido como Denilsão, por descumprimento da disciplina partidária durante as eleições de 2014.

O Processo Disciplinar 01/2015 foi aberto em decorrência de denúncia feita pelo ex-vereador de Montes Claros, Lipa Xavier, designado pelo comitê estadual para acompanhar as eleições no Norte do estado. De acordo com a denúncia, o prefeito realizou campanha para candidato a deputado federal de outro partido, desobedecendo a orientação partidária estabelecida em Convenção Eleitoral à qual Denilsão participou. Além disso, para deputado estadual ele apoiou uma candidata do PSDB. 

Em sua defesa, Denilsão reconheceu o apoio aos candidatos citados na denúncia, mas justificou que precisava adotar essa estratégia para garantir a governabilidade do município apoiando candidatos locais. 

O relator do processo na Comissão de Controle, Fernando Máximo, em seu voto destacou a gravidade do ato praticado, sendo o prefeito um membro da direção estadual do Partido e participante de todos os fóruns e discussões que estabeleceram a tática eleitoral adotada para as eleições de 2014. Em reunião do Comitê Estadual do PCdoB após exposição e leitura do processo, foi decido por unanimidade a penalização de expulsão do prefeito Denilson da Silveira do Partido. 

PCdoB em defesa dos princípios 

Para o deputado federal Wadson Ribeiro, presidente do partido em Minas Gerais, a aprovação da expulsão é uma demonstração do cuidado do partido com seu projeto programático e ideológico. “Nesse momento em que o partido em Minas cresce, amplia o seu espaço institucional na Assembleia, no governo e se prepara com a entrada de novos quadros para o pleito eleitoral de 2016, medidas como essa mostram a responsabilidade com os princípios ideológicos que regem os 93 anos de história do PCdoB”, defende. 

Em Minas, o PCdoB vive momento de franco crescimento, com a formação constante de novos quadros, tendo pela primeira vez na Assembleia Legislativa uma bancada com três deputados: Celinho do Sinttrocel, Ricardo Faria e Geraldo Pimenta. Também pela primeira vez o partido tem um secretário de estado na composição do governo do estado, representado pelo deputado Mário Henrique Caixa. O PCdoB também está à frente da Prefeitura de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, que desde de 2013 é administrada pelo ex-deputado estadual Carlin Moura. 

Na Câmara Federal, a bancada do partido hoje conta com a atuação comprometida e combativa dos parlamentares mineiros Wadson Ribeiro e Jô Moraes. 

Veja abaixo a nota pública sobre a decisão do Comitê Estadual do PCdoB Minas Gerais sobe o caos:

Nota Pública
A direção do Comitê Estadual do PCdoB de Minas Gerais, reunida no dia 16 de maio de 2016, aprovou por unanimidade o parecer da Comissão de Controle em relação ao Processo Disciplinar 001/2015, que pede a aplicação da sanção de expulsão do Partido, prevista pelo artigo 39, alínea “f” do Estatuto Partidário, ao senhor Denilson da Silveira, membro da direção estadual e prefeito do município de Francisco Sá, por descumprimento de disciplina partidária durante o pleito eleitoral de 2014.

Belo Horizonte, 16 de maio de 2015.

Comitê Estadual do PCdoB de Minas Gerais
Postar um comentário