2 de jun de 2015

"Não vamos vencer esta guerra com fuzis"

Coronel Íbis Silva Pereira, chefe de gabinete do comando geral da PM, falou sobre as péssimas condições de trabalho dos policiais militares e criticou a política de guerra às drogas, durante a audiência pública realizada pela Comissão de Direitos Humanos da Alerj, no dia 19 de maio de 2015.

"Desde a década de 1930, quando os Estados Unidos declarou a guerra às drogas, eles não conseguiram vencê-la com bala. E não vai ser aqui que isto vai acontecer. A política de Segurança Pública não pode ser centrada no confronto e na guerra, pois ela reflete em seres humanos violentados na sua dignidade. Tem de haver uma maneira mais racional para lidar com isso. Por que não disputados nossos meninos e meninas, que estamos perdendo para o tráfico? Precisamos disputar estas crianças e não reduzir a maioridade penal, porque isto é abrir mão da juventude”

Esta foi a fala do coronel Íbis Silva Pereira, chefe de gabinete do comando geral da Polícia Militar, durante a audiência pública sobre as condições de trabalho e violações de direitos dos policiais. Fica nosso questionamento: qual é a política de Segurança Pública que queremos e precisamos? Este debate precisa ser ampliado e discutido com a sociedade. Íbis acrescenta: "A Polícia Militar precisa enfrentar o desafio de modernizar e humanizar a corporação".


Postar um comentário