12 de jan de 2016

Belém comemora 400 anos com bolo de 100 metros

O bolo de 100 metros para os 400 anos de Belém tinha recheio de frutas típicas da Amazônia
Secretaria de Comunicação de Belém/Divulgação
Com um bolo de 100 metros e recheio de frutas típicas da Amazônia, como cupuaçu e bacuri, os moradores de Belém cantaram parabéns para a cidade no Mercado Ver-o-Peso, na manhã desta terça-feira (12). 
Muitos chegaram bem cedo para participar da festa. É o caso de Maria José Azevedo, de 76 anos, que saiu do município de Abaetetuba e às 4 horas da manhã já aguardava a oportunidade de comer o bolo.

“Se der, vou levar para todo mundo. Tenho 12 filhos, 38 netos e 16 bisnetos. Cada um come um pedacinho.” Já o pedreiro Sérgio Cardoso chegou às 6 horas da manhã ao mercado carregando um saquinho . “Quero pelo menos duas fatias para levar. É a primeira vez que eu venho aqui e não saio sem bolo”, disse.

No local também estavam disponíveis serviços como emissão de documentos, atendimentos médicos, de beleza e orientação jurídica. Belém comemora nesta terça-feira 400 anos de fundação.

O início das comemorações foi às 6h da manhã, no Forte do Presépio, com disparo de quatro tiros de canhão. Em seguida, o arcebispo da cidade, dom Alberto Taveira, celebrou uma missa em ação de graças para centenas de pessoas na Catedral Metropolitana de Belém, com a presença do prefeito Zenaldo Coutinho.

“Estamos vivendo é uma data especialíssima, esperada, que representa o registro histórico de muitas vidas, de tanta gente que construiu essa cidade ao longo desses quatro séculos de existência, desde aquele 12 de janeiro de 1616. De lá para cá, a cidade cresceu, desenvolveu-se e formou uma cultura diferenciada, uma identidade ímpar, que vai da nossa gastronomia, às nossas músicas, danças e arte”, afirmou Coutinho.
O início das comemorações foi às 6h da manhã, no Forte do Presépio, com disparo de quatro tiros de canhão
Secretaria de Comunicação de Belém/Divulgação

Para homenagear a aniversariante, os Correios criaram oito selos comemorativos destacando as sete maravilhas da cidade: a Estação das Docas, o Mercado Ver o Peso, o Theatro da Paz, o Forte do Castelo, a dança carimbó, o Círio de Nazaré e a fruta açaí.

De acordo com a empresa, para a criação dos selos foram utilizadas técnicas de manipulação de fotografia e computação gráfica. O oitavo selo mostra a logomarca dos 400 anos da capital paraense, “complementando o conjunto iconográfico representativo desse marco histórico, que simboliza a universalidade de Belém”. A tiragem é de 1,6 milhão de exemplares, a um custo de R$ 1,50 cada.
O arcebispo dom Alberto Taveira celebrou uma missa em ação de graças para centenas de pessoas na Catedral Metropolitana de Belém
“A homenagem dos Correios é um presente especialíssimo para Belém, sobretudo neste momento em que a cidade, além de completar 400 anos, volta a ser valorizada nacional e internacionalmente. Não à toa, Belém acaba de receber da Unesco o título de Cidade Criativa da Gastronomia, o que, temos certeza, fará com que ela se destaque ainda mais”, acrescentou Zenaldo Coutinho.

Os selos serão lançados em cerimônia marcada para 19h no Hangar do Centro de Convenções da Amazônia. O evento contará com a participaação do ministro das Comunicações, André Figueiredo, do presidente dos Correios, Giovanni Queiroz, e do governador do Pará, Simão Jatene.

Hoje à noite, a população poderá conferir, no Portal Amazônia, os shows de Gaby Amarantos, Pinduca, Lia Sophia, entre outros artistas da cidade. Na segunda-feira (11), as apresentações de Fafá de Belém e de outros artistas reuniram cerca de 60 mil pessoas na orla.

A programação cultural dos 400 anos de Belém é extensa e segue até o fim do mês. Entre as opções para o público estão as exposições Azulejos de Belém, na Casa das Artes, e Belém 400 anos, na Casa da Linguagem e Curro Velho. O Museu de Arte de Belém também abriu nesta terça-feira uma exposição com obras de mais de 50 artistas plásticos paraenses, com o tema Um Olhar contemporâneo sobre o Pará. A exposição será encerrada dia 30 outubro.

As crianças também poderão conferir na quinta-feira (14), às 20h, no Teatro Margarida Schivasappa, a peça Uma Selfie de Belém sobre as ilhas e os pregões da cidade. No dia 30 haverá o tradicional desfile de carnaval do Curro Velho, com o tema Belém 400 Anos.

da EBC
*Com informações dos sites da prefeitura de Belém e do Governo do Pará. Colaborou Jorge Vidal, da Rádio Cultura do Pará.
Postar um comentário