11 de mai de 2016

PSDB indica coronel Telhada para Comissão e Direitos Humanos

Deputado estadual Coronel Telhada (PSDB-SP) foi indicado pela segunda vez pelo PSDB consecutiva para compor a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp); "Agora sim teremos na Alesp uma comissão de Direitos Humanos que realmente se preocupará com os direitos de todos os cidadãos", escreveu o ex-comandante da Rota, da Polícia Militar, que tem no currículo 36 mortes em operações policiais e é alvo de 29 processos por homicídio

Pelo segundo ano consecutivo, o deputado estadual Coronel Telhada (PSDB-SP) deve compor a Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). O ex-comandante da Rota, da Polícia Militar, foi um dos indicados do partido, na última sexta-feira (10), para a Comissão e, pelo Facebook, o parlamentar demonstrou interesse na vaga.

"Agora sim teremos na Alesp uma comissão de Direitos Humanos que realmente se preocupará com os direitos de todos os cidadãos", escreveu o tucano que, antes de ser deputado estadual, já chegou a integrar a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Vereadores.

Parte da bancada tucana se opõe à ideia pelo histórico violento do militar. São atribuídas à Telhada 36 mortes em operações policias e ele é alvo de 29 processos por homicídio. Em entrevistas, o ex-policial não confirma e nem nega o número: "Sei lá quantas pessoas eu matei", chegou a afirmar.

Nas redes sociais, o tucano tem por hábito sempre enaltecer o trabalho da polícia e fazer uma defesa assídua do porte de arma "para cidadãos de bem". Com fotos de revólveres sofisticados, o parlamentar provoca: "Se você pudesse, teria uma dessas?"

Da Revista Fórum
Postar um comentário