6 de jan de 2017

Criança é baleada por policial em briga de trânsito

CORPO DE BOMBEIROS/METRÓPOLES
Criança é baleada na BR-070 depois de uma briga de trânsito
Menino foi atingido no tórax depois de uma discussão entre dois motoristas na altura de Águas Lindas e trazido de helicóptero para o HBDF

Uma criança de seis anos foi baleada no tórax na BR-070, na altura de Águas Lindas (GO), Entorno do DF, na manhã desta sexta-feira (6/1), depois de uma discussão entre dois motoristas. O menino estava em um dos carros e, devido à gravidade do seu estado de saúde, foi removido de helicóptero dos bombeiros do DF para o Hospital de Base. O homem que atirou na criança é o agente policial de custódia do Distrito Federal Sílvio Moreira Rosa, 54 anos.

Segundo informações iniciais, a confusão teria começado na altura de uma obra entre Águas Lindas e Girassol. Um congestionamento de carros se forma no local e, devido ao trabalho de reparos na estrada, um dos motoristas teria cortado a fila de veículos parados. O policial que estava em um automóvel com mais homens não teria gostado e aberto fogo no carro.

Segundo o sargento Joatan Marques, do Corpo de Bombeiros de Águas Lindas, foram vários disparos. Com a criança baleada, o motorista do carro atingido seguiu para pedir socorro. Parou numa base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência no bairro Águas Bonitas, em Águas Lindas.

No local, segundo informações repassados pelo Samu, a ambulância chegou a fazer os primeiros atendimentos à criança. Mas, nervoso com a situação, o pai do menino teria se exaltado e quebrado, sem querer, a porta do veículo. Com isso, os atendentes pediram ajuda ao Corpo de Bombeiros de Águas Lindas.

Antes de os bombeiros chegarem, porém, a vítima foi levada em um carro de passeio para o Hospital Bom Jesus, em Águas Lindas. E, devido à gravidade da situação, foi trazida de helicóptero para o Hospital de Base.

Segundo informações da Polícia Civil do DF, o agente de custódia Sílvio Moreira Rosa é lotado no Centro de Progressão Penitenciária (CPP). “A partir das informações da PCGO, a Corregedoria-Geral da PCDF vai instaurar Processo Administrativo Disciplinar para julgar a conduta do policial civil (agente de custódia)”, informou a corporação.

Uma equipe da corregedoria já se deslocou para Águas Lindas para se inteirar dos fatos. Segundo a Polícia Civil, o agente pode ser penalizado até com demissão.

do Portal Metrópoles
Postar um comentário