17 de mai de 2017

Resolução da Plenária da Resistência da Frente Brasil Popular

Foto Joaquim Dantas/Blog do Arretadinho
Foto Joaquim Dantas/Blog do Arretadinho
A Plenária da Resistência, organizada pela Frente Brasil Popular Distrito Federal, reuniu mais de 200 pessoas entre dirigentes e militantes de movimentos populares, sindicatos, partidos, coletivos e comitês territoriais, realizada nesta terça-feira (16/5) no Sindsep, foi espaço para analise coletiva da conjuntura política e construção de um plano de ação em torno do #OcupeBrasilia, na próxima quarta-feira, dia 24 de maio.

1-A vitoriosa Greve Geral do dia 28 de abril, a receptividade da grande agitação do dia 31 de março e o impacto da paralisação de 15 de março, quando ocupamos o Ministério da Fazenda em Brasília, demonstram a força das organizações da classe trabalhadora. Essas manifestações alcançaram grandes faixas do povo brasileiro, que deu sinais de que apoia as nossas lutas e tem disposição de se somar às lutas contra as reformas da Previdência e da lei trabalhista.

2-A mobilização para o #OcupeBrasilia, que será realizada na próxima quarta-feira, com concentração a partir das 14h no Estádio Mané Garrincha, partida da marcha em torno das 17h e ato político em torno das 18h30, se configura como a principal tarefa da militância. Assim, temos o desafio de intensificar o trabalho popular, denunciar a perda de direito com as reformas, desmascarar as iniciativas do governo golpista de Michel Temer e convocar os trabalhadores e trabalhadoras para as nossas manifestações.

3-As organizações que fazem parte da frente (movimentos, sindicatos, partidos, entidades e coletivos) e os comitês das cidades e por segmentos (comunicação, cultura, saúde, servidores, UNB, Congresso), que se forjaram especialmente no período de resistência ao golpe em 2016, devem ser reunir e tirar um plano de mobilização para o #OcupeBrasilia. A militância do Distrito Federal deve organizar a tomada das cidades no dia 21 com agitação popular nas feiras e locais de fluxo de pessoas. Além disso, organizar a exposição de faixas em vias de acesso ao Plano. 

4-As bandeiras “Fora Temer! Diretas Já!”, “Em defesa da aposentadoria e contra a Reforma da Previdência” e “Não à retirada de direitos, à terceirização e à Reforma Trabalhista” têm ganhado o apoio das massas e devem ser os eixos centrais do trabalho de agitação popular, como síntese das nossas lutas. Além de rechaçar as reformas do governo, é importante apresentar ao povo propostas concretas para enfrentar os problemas sociais. Para isso, a Frente Brasil Popular apresentará o Pano Popular de Emergência.

5-As organizações de juventude, comunicação e cultura, além de coletivos afins e comitês da Frente Brasil Popular, devem se reunir ainda nesta semana para organizar ações de pichação contra as reformas. 

6-No dia do #OcupeBrasilia, fazer agitação popular, a partir das 6h, na rodoviária e em pontos de fluxo das cidades, para convocar para o ato na Esplanada no final da tarde. Na hora do almoço (entre às 12h e 14h), a agitação será no Setor Comercial Sul, em frente ao Pátio Brasil.

A partir do debate aberto, a Plenária da Resistência definiu o seguinte calendário de atividades para o próximo período:
-Agenda de panfletagem nas cidades: 
Cruzeiro, dia 21, na feira.
Ceilândia, dia 21.
Águas Claras, dia 22.

-18/05: Solidariedade a Cuba, às 18h30, em Brasília, na UNB,

-21/05: Inauguração da casa do Levante, em Samambaia.

- 22/5, às 18h: panfletagem e batucada da MMM, na Rodoviária do Plano

- 24/5: #OcupeBrasilia, com a seguinte programação
13H- Ato no STF para denunciar o golpe
14h- Concentração no Estádio Mané Garrincha
17h- Marcha para a Esplanada
18h30-Ato político em frente ao Congresso Nacional

-29/5: Reunião do Coletivo Nacional da FBP e lançamento do Plano Emergencial (em São Paulo)

-6/6: Lançamento do Plano Emergencial em Brasília, no Teatro dos Bancários.

-14, 15 e 16/7- Congresso Extraordinário da CUT-DF

-Agosto -Marcha Nacional pela Democracia e em defesa dos direitos (nome provisório)

Vamos à luta, companheiros e companheiras!!!

Fora Temer, Diretas Já!
Nenhum Direito a Menos!

FRENTE BRASIL POPULAR DF
Postar um comentário