5 de jun de 2015

Pastor diz que a "Internet é uma criação do demônio"

Pastor prega intolerância na Paraíba e fiéis de sua igreja depredam imagem de Maria

De Brasília
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

Uma notícia está se espalhando rapidamente nas redes sociais, a de que um grupo de evangélicos quebraram uma imagem de Maria, urinaram sobre ela e depois a queimaram. O fato aconteceu na Paróquia Santo Afonso, na cidade de Carrapateira, região de Cajazeiras na Paraíba, em junho de 2014, mas só agora a notícia vem sendo amplamente divulgada.

O pastor Luiz Lourenço, mais conhecido por Pastor Poroca, é bastante conhecido na região por fazer duras críticas à igreja católica, referindo-se às imagens cultuadas por eles como "demônios", em um dos vídeos ele chega a afirmar que o Papa veio ao Brasil "para adorar ao demônio".

O Padre Querino Pedro, responsável pela paróquia, afirmou à imprense que os seguidores do pastor estão constrangendo as crianças nas escolas, dizendo que elas "estão condenadas ao inferno", por seguirem a fé católica. O padre afirmou também que os muros da sua igreja foram pixados com palavrões e com expressões do tipo "baratas pretas".

No vídeo abaixo Poroca fala sobre o fato ocorrido, onde afirma que é inocente e que a Diocese da região foi a autora do ato de vandalismo para responsabilizá-lo, entretanto, se contradiz no final, quando afirma que a Bíblia ordena que as imagens devem ser destruídas. Quando o repórter questiona-o sobre ser errado não respeitar a fé católica, ele responde debochadamente que "então liga pra Jesus, porque foi Ele quem mandou".



Neste outro vídeo, que trata de um fato ocorrido em um velório, onde uma imagem de uma santa teria supostamente chorado, Luiz Lourenço diz que, se aconteceu mesmo, foi por "inspiração do demônio". Ele afirma também que só prega o que a Bíblia manda e "quem não quiser ouvir, empurre um cabo de vassoura nuvido pra atravessar do outro", entre outras aberrações insanas.



Aqui o pastor afirma que a internet é criação do demônio e que as mulheres casadas esperam os maridos irem dormir para ficar namorando pela internet.



Neste outro vídeo ele se mostra um concorrente do Tiririca, quando critica o uso do "Uapisá", referindo-se à utilização do WatsApp.



E para finalizar, 56 segundos de imbecilidade, visão rasa e algo que vai além do fundamentalismo religioso, que não consigo encontrar um adjetivo para nominá-lo.


O que dizer de tanta insanidade?
Queima ele, Jeová!!!!
Postar um comentário