15 de set de 2015

UBES e UES protestam contra o fim da isenção do PAS

Foto da página do evento
Estudantes da UBES e da UES protestam contra o fim da isenção do PAS

De Brasília
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

Os estudantes da Rede Pública de Ensino do Distrito Federal, que se inscreviam no Programa de Avaliação Seriada, PAS, da Universidade de Brasília, UNB, eram isentos de pagar os R$ 100,00 pela taxa de inscrição que era custeada pelo GDF há dez anos.

O governador Rodrigo Rollemberg anunciou o fim da isenção da taxa no início deste mês. Representantes da Secretaria de Educação alegaram que não há previsão orçamentária ou legal para o subsídio, o que parece ser no mínimo estranho, visto que essa previsão ocorreu durante uma década e, de repente, não existe mais.

Em face do anúncio do fim da isenção da taxa, quse 1000 estudantes ligados a União dos Estudantes Secundaristas, UES/DF, e da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas, UBES, reuniram-se na manhã desta terça-feira (15) na Rodoviária do Plano Piloto em Brasília para pressionarem o governo a voltar atrás na decisão e manter a isenção da taxa.

Vários deputados distritais manifestaram-se contrários ao fim da isenção em pronunciamento na Câmara, como foi o caso do deputado distrital professor Reginaldo Veras, PDT. O deputado afirmou que cortar a isenção da taxa para alunos da rede pública, é o mesmo que tirar a chances desses estudantes concorrerem a uma vaga na UNB. Veras afirmou que "isso é um crime contra o estudante de baixa renda. Dizem que vão retirar o subsídio porque não há previsão no orçamento deste ano. Ora, eu já votei mais de 20 projetos de suplementação orçamentária neste plenário, inclusive um que destinava milhões para subsidiar o transporte público. Quer dizer que para pagar empresário do transporte tem dinheiro e para investir na educação não tem?", criticou o deputado.

A estudante e militante da UBES, Jéssica Lawane, criou um evento em uma rede social convidando os estudantes para uma assembléia estudantil das escolas do DF. No chamado para o evento Jéssica lembra que "após duas fortes manifestações das escolas, o GDF manteve a postura de não garantir a isenção no PAS. A nossa luta não vai parar, só vai crescer. Para isso, é necessário que nos organizemos com cada vez mais qualidade. As disputas pelo rumo do DF estão dadas, de um lado o Governo de Brasília está cortando direitos e dinheiro da educação, do outro lado as escolas estão se organizando e dando as respostas nas ruas.

O próximo passo, além de um nova passeata, é fazer uma assembleia estudantil para decidir os rumos do movimento e como iremos guiar as nossas próximas ações.

Vem pra luta!", convida a estudante.

A assembléia acontecerá no próximo sábado (19), às 09h, na parte debaixo da Biblioteca Nacional.

O vídeo é do Correio Braziliense

Postar um comentário