26 de dez de 2015

Latifundiário ameaça 150 famílias Sem Terra na Bahia

O filho do proprietário foi ao espaço do acampamento e disse que durante a noite colocaria fogo nos barracos com todos os pertences das famílias.

Do Coletivo de Comunicação do MST na Bahia
Da Página do MST

Mais de 150 famílias Sem Terra que estão acampadas na fazenda Camapum, em Baixa Grande, na região da Chapada Diamantina, estão sofrendo constantes ameaças pelo proprietário Fredison Rios. 

Nesta quarta-feira (23/12), o filho do proprietário foi ao espaço do acampamento e disse que durante a noite colocaria fogo nos barracos com todos os pertences das famílias.

Os Sem Terra acusam o fazendeiro de pistolagem, perseguição e denunciam a improdutividade da área de 1.900 hectares.

Desde a última reocupação de terra, realizada após o segundo despejo emitido pelo poder judiciário no mês de setembro, o fazendeiro se utilizou de diversas tentativas de intimidação, segundo as famílias. 

Os trabalhadores estão acampados a cerca de dois anos e já estão produzindo diversos alimentos para o próprio consumo e comercialização.

Segundo os trabalhadores rurais, o proprietário negligenciou o processo legal de execução da desapropriação da fazenda impedindo a realização da vistoria da área, que poderia constatar se a fazenda está improdutiva ou não.
Postar um comentário