26 de jan de 2016

Arraes Faz Falta

Miguel Arraes, grande Homem. Meu conterrâneo. 

De Brasília
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

Quando ocorreu a anistia no Brasil, em 79, Arraes voltou para o país e eu fui para Recife trabalhar na campanha dele, quando se elegeu deputado federal, em 82, ainda no PMDB. 

Em 1986 retornei à Pernambuco para trabalhar na sua campanha vitoriosa ao governo do Estado, quando derrotou o candidato do PFL, José Múcio Monteiro. 

Arraes era idolatrado no interior de Pernambuco e os sertanejos, há época iletrados, o chamavam de "doutor arraia". 

Um fato interessante ocorreu nessa campanha: o candidato José Múcio Monteiro, em visita ao sertão pernambucano foi à casa de um sertanejo e líder comunitário. Ao entrar na casa do sertanejo, Múcio Monteiro foi recebido pela dona da casa que ofereceu a ele uma boa cachaça. 

Múcio agradeceu mas recusou a oferta, perguntou a gentil senhora se ela não tinha um analgésico porque ele (Múcio) estava morrendo de dor de cabeça. 

A mulher então, de pronto disparou: "doutor Múcio, tem um remédio melhor para a sua dor de cabeça, tome um chá de doutor arraia que o senhor melhora na hora". Aplaudo esta mulher, de pé, até hoje!
Postar um comentário