25 de jun de 2016

As ariranhas e a corrupção


Opinião
Editorial do Blog do Arretadinho sobre a prisão do homem que, quando menino, foi salvo do ataque de ariranhas por um sargento do Corpo de Bombeiros no Zoológico de Brasília
Por Joaquim Dantas

Estourou na grande mídia, como morteiros em noite de São João, a prisão feita pela Polícia Federal de Adilson Florêncio da Costa, ex-diretor da Postalis, empresa que administra o fundo de pensão dos funcionários dos Correios. Adilson é acusado de integrar um esquema que desviou R$ 90 milhões da empresa.

A acusação em si, o desvio de dinheiro, nem teve tanto destaque assim na grande imprensa, a maior parte das matérias publicadas foi para relembrar que Adilson foi salvo do ataque de um grupo de ariranhas, pelo sargento do Corpo de Bombeiros Sílvio Delmar Holenbach, que faleceu em seguida por não resistir aos ferimentos provocados pelos animais, no zoológico de Brasília em 1977.

O que eu não entendo é o fato de a grande mídia querer "criminalizar" Adilson mais por uma espécie de "ingratidão" ao sargento que deu a vida para salvar a dele, do que pelo crime que é acusado de ter cometido. Oi? Como assim?

Como dizia o velho guerreiro, o Chacrinha, uma coisa é uma coia e outra coisa é outra coisa. O sargento que salvou aquele garoto de 13 anos, na época, cumpriu com o dever que a sua consciência determinou que fizesse, merece todo o nosso respeito e reverência.

Entretanto, carregamos no nosso DNA cultural e colonial, que "levar vantagem em cima dos outros", "ganhar um por fora", "comer uma bola", "cobrar o leitinho das crianças", é menos grave do que qualquer outro crime, mesmo porque, fala-se muito em corrupção no governo e quase nada da nossa corrupção cotidiana, que nem vou listar aqui.

O fato é que a Polícia Federal acusa Adilson de ter ajudado a desviar quase 100 milhões de Reais de um fundo de pensão dos trabalhadores dos Correios e, na minha opinião, quem deveria ser destaque nesse tema, era o trabalhador, que deveria denunciar as perdas que tiveram com o desvio de um volume tão grande de suas economias.

No mais, ariranhas à parte, pára que tá ficando feio PIG. #SóAcho
Postar um comentário