8 de jun de 2016

Serra quer Petrobras fora dos leilões do pré-sal

José Serra na audiência pública da Comissão Especial da Petrobras e da Exploração do Pré-Sal Foto Joaquim Dantas
José Serra na audiência pública da Comissão Especial da Petrobras e da Exploração do Pré-Sal
Foto Joaquim Dantas
O atual ministro das Relações Exteriores, José Serra, quer  a Petrobras fora dos leilões do pré-sal
De Brasília
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

Em audiência pública,  nesta terça-feira (7), a Comissão Especial da Petrobras e da Exploração do Pré-Sal, ouviu  o atual ministro das Relações Exteriores, José Serra, autor de projeto de Lei 4567/16 que está em análise na comissão e que desobriga Petrobras de participar de leilões do pré-sal. 

A proposta que foi apresentada por Serra durante o exercício do seu mandato de senador, desobriga a Petrobras de participar dos leilões para a exploração do petróleo do pré-sal. Em outras palavras entrega, na prática, o Pré-Sal nas mãos do capital estrangeiro internacional.

O entreguista-mor do governo FHC disse na audiência pública que a Petrobras não tem condições de arcar com os custos da exploração do pré-sal em todos os campos da estatal, Serra salientou ainda que a desobrigação da empresa em participar da exploração de todos os campos, não significa que a Petrobras será afastada do processo mas que terá a "liberdade" de escolher os campos que quiser participar da exploração, o que chega a ser uma declaração desavergonhada porque sabe-se que bastará o governo golpista "puxar suas cordinhas", para impedir a participação da empresa nas exploração dos campos do pré-sal.

Para Serra "se a Petrobras tiver condições e disser: ‘eu quero’, o Conselho Nacional de Política Energética aloca para a Petrobras. Eu me sinto plenamente confortável com o projeto. É do interesse nacional eu não vejo que isso deve ser alterado pelo fato de que a Petrobras cresceu mais ou cresceu menos”, disse o ministro golpista.

Já o deputado Carlos Zarattini, PT-SP, que também participou da audiência pública, discordou de Serra e disse que a Petrobras está sendo afetada com a variação do mercado mundial de petróleo, mas que tem condições de continuar explorando o petróleo no Brasil. "A Petrobras tem condição de ter o controle das áreas do pré-sal e isso é uma coisa boa para o povo brasileiro, nós vamos lutar para preservar”, disse o deputado petista.

Zarattini também rechaçou com veemência a afirmação do ministro de que a Petrobras está quebrada. “Ora, uma empresa que tem R$ 100 bilhões no caixa, que daqui a dois anos vai ter aumentado sua produção em 1 milhão de barris por dia, chegando quase a 3 milhões de barris, é uma empresa quebrada? Isso é um verdadeira absurdo", declarou.

O modelo entreguista dessa corja de traidores da pátria não encontrará uma nação inerte, lutaremos diuturnamente para impedir que esses lacaios do imperialismo dilapidem o patrimônio do povo brasileiro.

com informações da Agência Câmara Notícias
Postar um comentário