24 de set de 2016

CAIC Ayrton Senna sofre com infestação de pombos

Os exemplos da falta de investimentos do Governo do Distrito Federal em educação são inúmeros. 
O mais recente deles é o que está ocorrendo no CAIC Ayrton Senna, em Samambaia. Um grande número de pombos faz seus ninhos sobre o teto da escola e o resultado é que começam a surgir casos de piolhos de pombos na escola, como relatou os professores de lá. A sujeira deixada pelas aves traz uma série de problemas de saúde. Além da coceira, em alguns casos as picadas chegam a sangrar.

Por Luis Ricardo em sinprodf

A instituição de ensino entrou em contato com a Regional de Ensino e com Secretaria de Educação do DF diversas vezes pedindo providências, pois essa infestação de piolhos de pombos vão prejudicar os cerca de 900 estudantes do 1º período ao 5º ano do ensino fundamental que lá estudam. O orçamento para erradicar o problema é de cerca de R$ 45 mil, recurso que a escola não possui. O GDF diz que “vai tomar providências”, mas até agora nada foi feito para erradicar o problema. Enquanto isto os estudantes continuam tendo aulas e professores(as) lecionando em um ambiente inadequado para a prática docente.

Um caso semelhante foi registrado no CAIC Helena Reis e trouxe vários transtornos para estudantes e professores. Segundo um médico da Secretaria de Saúde do DF, a coceira provocada pela picada do piolho do pombo é o menor dos problemas. “As fezes das pombas, quando secas, soltam um pó fino que, se inaladas, podem provocar uma doença mais grave”, ressalta.

O Sinpro cobra providências urgentes do GDF, que não pode se omitir perante este problema. É obrigação do governo oferecer à comunidade um ambiente seguro e com a estrutura necessária para a prática do saber. É desta forma que teremos uma escola pública de qualidade.
Postar um comentário