5 de set de 2016

Os sinais das ruas contra o ilegítimo de Michel Temer


Editorial do Portal Vermelho

As ruas de muitas cidades brasileiras estão enviando poderosos sinais ao governo ilegítimo de Michel Temer. 
Crescem e se diversificam as formas de manifestação contra o governo imposto ao país através de um golpe parlamentar, jurídico e midiático. Das grandes manifestações com milhares de pessoas nas ruas até sessões de exibição do filme Aquarius – alvo de uma tentativa de boicote do governo ilegítimo – todas externam a insatisfação de expressivas parcelas dos brasileiras e brasileiros quanto aos rumos do país e a defesa de seus direitos ameaçados desde que o golpe de 31 de agosto.

O que o Brasil e o mundo assistiram neste domingo (4) foi a demonstração cabal e insofismável do repúdio contra a ilegalidade que comanda o país desde então. Milhares de pessoas saíram às ruas para exigir Fora Temer, Diretas Já e nenhum direito a menos. Em São Paulo seu número superou os 100 mil manifestantes. Enormes também foram os protestos no Rio de Janeiro, Brasília, Salvador, Curitiba, Fortaleza e outras capitais e cidades pelo Brasil afora. 

Foram manifestações pacíficas, com o bom humor e a irreverência que caracterizam os brasileiros. Denunciaram com firmeza as ameaças golpistas contra a democracia e a pátria. Contra os direitos sociais, políticos, sociais, previdenciários e trabalhistas. 

Estas manifestações rememoram jornadas igualmente heróicas já vividas nas décadas de 1960 e 1980 e, sobretudo, no Fora Collor de 1992. Cuja marca característica foi a defesa da democracia e pela conquista de mais direitos. E que foram maculadas, como ocorreu em São Paulo, pela ação intimidatória e desmedida da repressão policial usada para acobertar e proteger os golpistas e seus parceiros conservadores e direitistas (entre eles a mídia patronal hegemônica) que promoveram a conspiração antidemocrática.

Esta foi a maior das manifestações pela democracia e pela legalidade constitucional entre as que ocorrem diariamente nas cidades brasileiras desde o final de agosto quando começaram a se avolumar os atos contra a trama golpista ainda em curso. 

O repúdio aos golpistas e a exigência de convocação de novas eleições que tomou as ruas foi descrito pela enquete feita pela internet e divulgada no sábado (3) pelo Senado. Ela mostra que nove em cada dez pessoas querem a realização imediata do plebiscito sobre uma nova eleição presidencial. Ainda este ano.

Avoluma-se a rejeição a outra saída direitista e conservadora para a crise que imponha ainda mais sacrifícios para a maioria da população. A voz das ruas repudia os ataques à democracia e a perda de direitos. E deixa claro a disposição de lutar de forma unitária em defesa da Constituição e dos direitos nela registrados. 

A consciência democrática dos brasileiros avançou muito; sua organização é grande, forte e multilateral. E isso revela, para os golpistas que desprezam a mobilização popular, que a resistência está apenas começando. E deverá seguir firme na luta em defesa da soberania nacional, da democracia e dos direitos do povo na forma de uma voz uníssona: Fora Temer golpista!
Postar um comentário