10 de abr de 2017

Café com Marx - Por Marcelo Pires

Aquele que pode comprar a bravura é bravo, malgrado seja covarde. 
O dinheiro não é trocado por uma qualidade particular, uma coisa particular ou uma faculdade humana específica, porém por todo o mundo objetivo do homem e da natureza. 

Assim, sob o ponto de vista de seu possuidor, ele troca toda qualidade e objeto por qualquer outro, ainda que sejam contraditórios. Ele é a confraternização dos incomparáveis; força os contrários a abraçarem-se.

(Karl Marx, "Manuscritos Econômico-Filosóficos")
Postar um comentário