24 de jun de 2015

Distritais querem que o GDF "divida o bolo por igual"

Distritais pressionam Rollemberg para que "divida o bolo por igual"

De Brasília
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

Caiu a máscara dos achacadores da Câmara Legislativa do Distrito Federal. Vazaram na internet dois áudios que foram gravados em uma reunião à portas fechadas no Palácio do Buriti, onde deputados distritais pressionam o governador Rodrigo Rollemberg para que "divida o bolo por igual", confirmando as denúncias feitas por Hélio Doyle, antes de sua demissão.

A reunião ocorreu no dia 30 de maio e, entre os que participaram, estavam a deputada distrital Celina Leão, PDT e o deputado Distrital Juarezão, PRTB. No áudio, Celina Leão reclama que não tem nenhum representante da classe política no governo e Juarezão é incisivo ao cobrar de Rollemberg a divisão igualitária do "bolo".

O ex-Chefe da Casa Civil e braço direito de Rollemberg, Hélio Doyle, já havia provocado um burburinho tremendo quando denunciou que vinha sofrendo pressão de alguns deputados distritais por cargos no governos, Doyle não citou nomes, mas deu a entender que um desses deputados era a Celina Leão, que negou imediatamente atravéz da imprensa.

Com a divulgação dos áudios fica claro que Doyle estava certo em suas denúncias. Bem como o Congresso Nacional, a Câmara Legislativa eleita em 2014, tem um perfil conservador, muitos dos deputados que lá estão, foram forjados politicamente pela cartilha do ex-governador Joaquim Roriz, que sempre valorizou a prática do toma lá da cá.

Doyle falou sobre a chantagem citada no discurso de demissão. “Teve um deputado que chegou e pediu ao governador uma empresa. ‘Governador, me dá uma empresa?’ Queria ter o comando de uma empresa pública. Para que ter o comando de uma empresa pública?”, disse.

“A instituição (Câmara Legislativa) vai entrar com uma representação para que ele diga quais deputados fizeram atos ilícitos. Para que ele cite quando aconteceu e de que forma aconteceu”, disse Celina. Citada no discurso de demissão de Doyle, a parlamentar afirmou no mesmo dia que nunca pediu ao governador Rodrigo Rollemberg que exonerasse o Chefe da Casa Civil.

Confira:

Postar um comentário