3 de jul de 2015

Palavras trocadas, por Joaquim Dantas



Palavras trocadas
Joaquim Dantas

Eu quero o cio da tua alma
e o cheiro dela, que me acalma.
Não quero grades, ponderação,
mas quero a tua mentira, 
eu quero é dançar catira
em cima da solidão.

Eu quero secar a fonte
do teu amor incessante,
eu quero é sintonizar.
Eu quero a tua malícia,
a tua mão, tua perícia,
e nunca te terceirizar...

Palavras são códigos loucos,
decifrados por tão poucos,
que respiram sob o sol.
Relevantes são meus medos,
escondidos em teus gestos
depois de um "melhoral"...

Postar um comentário