22 de out de 2015

Universidades públicas cobrarão por cursos de pós-graduação

PCdoB, PSOL e REDE votaram contra a PEC que autoriza as universidades públicas cobrarem por cursos de pós-graduação

De Brasília
Joaquim Dantas
Paea o Blog do Arretadinho

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (21), em primeiro turno, por 318 votos a favor, 129 votos contra e 4 abstenções, a Proposta de Emenda à Constituição, PEC 395, que autoriza as universidades públicas cobrem por cursos de pós-graduação. 

Para a deputada Alice Portugal (PCdoB-BA), as entidades do setor presentes em audiência pública realizada pela Comissão de Educação na manhã desta quarta-feira não tiveram posições fechadas a favor do tema. “Por que a pressa, se a comunidade universitária ou é contra ou não tem posição fechada sobre o tema?”, questionou.

Ela alertou que o substitutivo vai esvaziar os investimentos nas áreas públicas, como no mestrado stricto sensu. “Haverá desestruturação do stricto sensu, que migrará para o mestrado profissional, e será a janela de oportunidade para se votar a privatização. Isso nós não podemos aceitar”, disse a parlamentar.

Alice Portugal lembrou que, na busca por recursos, as universidades vão oferecer mais o mestrado profissional que o acadêmico, pois ambos teriam equivalência na formação profissional do aluno.

O que mais me impressionou nesta votação foi o líder do PT na Câmara, deputado Sibá Machado, AC, e o líder do governo na Câmara, José Guimarães, CE, liberarem a bancada após certificarem-se  de que apenas uma minoria dos parlamentares petistas votariam contra a proposta. A grande maioria dos deputados do Partido dos Trabalhadores votou favoravelmente a cobrança, acompanhando o voto da bancada do PSDB e do DEM. Lamentável!!!!!


Apenas os parlamentares do PCdoB, do PSOL e da REDE votaram contra a cobrança.

com informações da Agência Câmara de Notícias
Postar um comentário