10 de nov de 2015

PSD X PSB: bate-boca no Buriti

Após o PSB divulgar nota sugerindo que a ordem do BOPE agredir os professores partiu do vice-governador, o PSD reage e divulga nota desmentindo.
De Brasília
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

E o barraco está formado no Buriti. O Partido Socialista Brasileiro, PSB, do governador Rodrigo Rollemberg, publicou uma nota na semana passada, onde insinuava que a ordem para que o BOPE fizesse aquela intervenção desastrosa no protesto dos professores no Eixão Sul, partiu do vice-governador Renato Santana, do Partido Social Democrático, PSD.  A direção do partido de Renato Santana não deixou barato, respondeu ao PSB botando o dedo na ferida. Na nota, que é assinada pelo presidente da legenda no DF, o deputado federal Rogério Rosso, o partido afirma que "o PSD-DF não admite a tentativa sórdida de se macular a história da nossa liderança como “estratégia” de uma política rasteira combatida por nós e rechaçada também e especialmente pela população da Capital da República.".

O partido do Governador Rollemberg está se destacando pelas lambanças que vem fazendo no DF. A principal delas é a falta de competência em administrar a capital do país, depois foi a declaração do presidente do Sindicato dos Médicos do DF, SindMédico-DF, Dr. Gutemberg Fialho, que é do PSB, de que os profissionais da saúde vão travar o sistema por quatro anos e boicotar o governo, por causa do não pagamento do reajuste salarial que a categoria tem direito. Agora o partido vem com essa nota querendo responsabilizar o vice-governador de ordenar a PM descer o porrete nos professores.

É muita incompetência! O que diria Miguel Arraes se estivesse entre nós?

Confira a nota do PSD:

"O Partido Social Democrático no Distrito Federal (PSD-DF) vem a público, respeitosamente, manifestar a sua consternação com insinuações levianas feitas pelo PSB-DF a respeito do recente e lamentável episódio envolvendo as forças policiais e os professores no DF.

O Vice-Governador e Secretário-geral do PSD-DF Renato Santana tem 21 anos de serviços prestados como servidor público concursado do Governo do Distrito Federal e o PSD-DF não admite a tentativa sórdida de se macular a história da nossa liderança como “estratégia” de uma política rasteira combatida por nós e rechaçada também e especialmente pela população da Capital da República.

As palavras de ordem do PSD são a verdade e o diálogo, em qualquer hipótese, e não será diferente seja qual for o episódio. Não é hora de se travar disputas políticas ou disparar críticas sem fundamento a aliados para falsear a realidade, mas, sim, da união de todos os agentes públicos e políticos em prol de um novo tempo para a cidade que amamos e para todos os brasilienses.

O PSD-DF tem discordâncias naturais ao conteúdo programático socialista preconizado pelo respeitoso PSB-DF, mas entende que uma boa gestão governamental se dá através da ampla discussão de projetos, ações, experiências, resultados e integração.

A prioridade do PSD-DF é contribuir para que o Governo do Distrito Federal supere o mais rápido possível a grave situação financeira que enfrenta, fruto da equivocada e temerária gestão passada. Essa contribuição está calçada no respeito às instituições e na luta pela valorização constante dos servidores públicos, civis e militares, força motriz da nossa Administração Pública e da nossa economia.

O PSD-DF se orgulha de ter em seus quadros o Vice-Governador Renato Santana, que mostra a cada dia para a população um estilo dinâmico próprio de trabalho por meio do diálogo com a comunidade e a interação com os órgãos do governo, apontando soluções imediatas e exemplares para os problemas encontrados dia a dia nas ruas do DF.

O Partido segue ao lado do governador Rodrigo Rollemberg e de todos os partidos de sustentação ao Governo do Distrito Federal por entender que apenas com união e muito trabalho, pautado no trinômio legalidade-eficiência-transparência, é que teremos êxito na missão de oferecer para a toda população serviços públicos de qualidade e retomar o desenvolvimento econômico e social do DF e seu Entorno.

ROGÉRIO ROSSO
PRESIDENTE REGIONAL"
Postar um comentário