29 de dez de 2015

Dilma enfrenta direita e aumenta salário mínimo para R$ 880

Agora a coisa está ficando interessante...

Por  Miguel do Rosário

Com essa medida, Dilma assumiu ares de um Getúlio Vargas de saias.

Só que desta vez, não haverá tiro no coração.

Esta sim, é a Dilma da campanha eleitoral de 2014!

Sinal de que o governo decidiu, efetivamente, dar uma guinada progressista, ampliando investimentos públicos, crédito e salários.

Ufa!

Falta agora desenvolver uma política nacional de comunicação, sobretudo na questão da banda larga, que é cara e ruim em todo país.

É fazer isso com urgência, antes que a mídia consiga destruir o Brasil, com suas campanhas apocalípticas e suas conspirações judiciais.

***

No blog do Planalto.

Terça-feira, 29 de dezembro de 2015 às 13:57
Dilma define valor do mínimo em R$ 880 para 2016

A presidenta Dilma Rousseff assinou, nesta terça-feira (29), decreto que define o valor de R$ 880,00 para o salário mínimo, de acordo com nota publicada pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República.

A nova quantia, que entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 2016, é R$ 92,00 maior do que o piso pago em 2015, que é de R$ 788,00.

A decisão beneficia cerca de 40 milhões de trabalhadores e aposentados, que atualmente recebem o piso nacional.

Confira a nota na íntegra:

Decreto assinado nesta terça-feira (29/12) pela presidenta da República, Dilma Rousseff, fixa o salário mínimo que entrará em vigor a partir de 1º de janeiro de 2016: R$ 880,00 (oitocentos e oitenta reais). O decreto será publicado no Diário Oficial da União de quarta-feira (30/12).

Com o decreto assinado hoje pela presidenta Dilma Rousseff, o governo federal dá continuidade à sua política de valorização do salário mínimo, com impacto direto sobre cerca de 40 milhões de trabalhadores e aposentados, que atualmente recebem o piso nacional.

O ministro Miguel Rossetto falará à imprensa às 15h na sede do Ministério do Trabalho & Previdência Social.

Secretaria de Imprensa
Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República
Postar um comentário