12 de jan de 2016

Defesa Civil Interdita Restaurante Comunitário do Gama

Foto Joaquim Dantas
Restaurante Comunitário do Gama interditado pela Defesa Civil
Foto Joaquim Dantas
Defesa Civil Interdita Restaurante Comunitário do Gama após um portão de ferro cair sobre uma criança

Do Gama
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

O portão principal do Restaurante Comunitário do Gama, com mais de 2 metros de altura de ferro puro, caiu sobre uma criança na tarde desta segunda-feira (11). Segundo informações de pessoas que trabalham próximas ao local, a criança, de cerca de 13 anos de idade, foi socorrida pelos pais e por populares até a chegada do Corpo de Bombeiros, que a levou para o Hospital Regional do Gama, HRG, com ferimentos nas costas. O Hospital não divulgou o nome nem o estado de saúde da vítima.

Após perícia realizada no local a Defesa Civil do Distrito Federal decidiu interditar o local por 30 dias, o que vai prejudicar milhares de trabalhadores e de pessoas de baixa renda que dependem do restaurante para almoçar por um preço mais em conta. Embora o GDF tenha aumentado o preço da refeição de R$ 1,00 para R$ 3,00, o restaurante ainda continua sendo a melhor opção de preço para refeição popular.

A falta de manutenção, em vários aspectos, no Restaurante Comunitário era facilmente percebida, a começar pela invasão de pombos que disputam a alimentação com os frequentadores, conforme já denunciamos inúmeras vezes. Recentemente o telejornal DF/TV, da TV Globo, veiculou matéria sobre o assunto, baseado em um vídeo enviado por uma telespectadora. Na ocasião a direção do restaurante afirmou que várias ações já foram tomadas para inibir a entrada dos pombos, como a colocação de telas nas janelas, o que é uma inverdade, pois nunca foram colocadas telas no local. Ao final da nota, a empresa "pede que as pessoas não alimentem as aves", o que chega a ser uma afronta aos frequentadores do local.

Procuramos funcionários que estão de plantão no local, mas ninguém quis dar nenhuma declaração ou gravar entrevista.

O governo Rollember já extrapolou os limites da irresponsabilidade (se é que irresponsabilidade tem limites para quem não tem compromisso com o povo), já deu provas disso em várias áreas, como a saúde pública, por exemplo. Agora a falta de manutenção nos equipamentos provoca a queda de um imenso portão de ferro sobre uma criança. 

Como diz um certo guri vintage que eu conheço: "vai, vai Rollemberg e leva o Cunha pra ti!"
Postar um comentário