15 de nov de 2016

GDF regula preço de pizza enquanto a Saúde agoniza

Procon/DF regula preço de venda de pizza na capital, enquanto a Saúde Pública agoniza
De Brasília
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

Ao que parece, o Governo do Distrito Federal está mais preocupado com os preços cobrados nas pizzarias da capital, do que com a Saúde Pública.

Enquanto sucateia os hospitais do DF, com falta de profissionais de saúde, medicamentos e equipamentos, além do fechamento de unidades de saúde, como foi feito no Pronto Atendimento Infantil do Hospital Regional do Gama, o governo caloteiro de Brasília regula o preço das pizzas vendidas "meio a meio" nas pizzarias da cidade.

À partir desta terça-feira (15), por determinação do Procon/DF, as pizzas vendidas com dois sabores diferentes não poderão mais ser cobradas pelo valor da pizza mais cara. A pizzaria terá que cobrar a metade do valor de cada pizza.

Por exemplo: se o consumidor pedir uma pizza metade mussarela, que custa R$ 40,00 e metade portuguesa, que custa R$ 50,00, o preço a ser pago será o de R$20,00 (metade do preço da de mussarela) + R$25,00 (metade do preço da portuguesa), total a ser pago de R$ 45,00 e não o de R$50,00 como era feito até então.

Obviamente que essa medida beneficia o consumidor, entretanto, me parece uma regra que é aplicada em lugares onde tudo o mais está funcionando bem, o que não é o caso do DF.

Além da Saúde Pública, o cidadão não está tendo o direito a segurança. Para se ter uma ideia, segundo a SSP/DF, só nesta segunda-feira (14) 10 ônibus foram assaltados na capital, 5 deles próximo ao antigo balão do periquito no Gama.

Aproveitando o comentário de uma pessoa no WhatsApp, sobre esta nota e que afirmou que era um sofisma, esclareço que eu entendo que a medida adotada pelo Procon é muito boa e que também um governo, eventualmente, pode "dar certo" em uma área e em outra, não.

Mas quem pode apontar uma área em que este governo tem acertado?

No Hospital da criança, que é administrado por uma OS e os médicos são todos do quadro do GDF? E que são pagos com dinheiro público, diga-se de passagem, enquanto isso o Pronto Atendimento Infantil do Hospital do Gama foi fechado por esse arremedo de governador.

Semana retrasada morreu uma criança por falta de atendimento no Gama

Na minha opinião não dá para pensar em preço de pizza enquanto 10 ônibus são assaltados em um só dia e a zorra está estabelecida no DF.

Em tempo: "sofisma, óg argumento ou raciocínio concebido com o objetivo de produzir a ilusão da verdade, que, embora simule um acordo com as regras da lógica, apresenta, na realidade, uma estrutura interna inconsistente, incorreta e deliberadamente enganosa". Quer dizer que os fatos que estão acontecendo no DF não são verdadeiros? "çei" #SóAcho

É necessário que a população do DF se mobilize contra este governo que, além de irresponsável, está se mostrando imoral.

editado às 14h:46min
Postar um comentário