9 de jul de 2015

Tico Santa Cruz diz que os próximos anos poderão ser de trevas

Foto: Girlene Medeiros
Cantor diz em vídeo que teme que os próximos anos poderão ser de trevas

De Brasília
Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

Luis Guilherme Brunetta Fontenelle de Araújo, ou simplesmente Tico Santa Cruz, publicou um vídeo nesta quinta-feira (9), onde literalmente solta o verbo e fala sobre drogas, traficantes, sociedade e política. Ele desenvolve uma linha de raciocínio onde expõe que todas essas coisas estão intrinsecamente ligadas.

Em 1997, em uma das inúmeras salas de bate-papo do precário início da internet discada no Brasil, os jovens Luis Guilherme e Eduardo Simão se encontraram. E a simples pergunta de Luis (“Alguém aí toca algum instrumento?”), respondida em seguida por Eduardo ("Sei cozinhar."), foi a semente para a transformação total da vida de ambos e de terceiros. Tico Santa Cruz e Tchello, e a senha para a formação da banda que, misturando o sol do Rio de Janeiro a madrugadas ora de festa, ora de introspecção em quartos trancados, tomou de assalto o país sob o nome de Detonautas Roque Clube. Após o contato virtual, a hora da realidade. 

O mineiro Tchello saiu de Ilhéus, no litoral baiano, onde administrava uma pousada, e foi para o Rio, onde passou a tocar com Tico nas diversas formações anteriores do grupo. Com a entrada dos guitarristas Renato Rocha e Rodrigo Netto, do baterista Fábio Brasil e do DJ Cléston, o Detonautas chegou à sua escalação clássica que, após a gravação de uma demo, entrou em campo com o disco Detonautas Roque Clube, lançado pela Warner Music em 2002. Com o sucesso do álbum, que emplacou os hits "Outro Lugar", "Olhos Certos" e "Quando o Sol Se For", a banda foi catapultada para o posto de uma das principais do país. 

A coroação se deu com a oportunidade de abrir os shows dos Red Hot Chili Peppers no Rio e em São Paulo, e, ainda, três shows do Silverchair. Fechando o ano com chave de ouro, os Detonautas faturaram ainda o prêmio VMB de banda revelação. 

De lá pra cá, devido a postura cada vez mais de ativistas sociais progressistas, a banda foi perdendo espaço nas grandes rádios e na TV aberta. Segundo palavras do próprio Tico, eles não "morreram ainda por causa da internet".

No final do vídeo ele afirma que não é pessimista, entretanto, teme que nos próximos anos poderemos viver uma era de muita treva.

Confira:


Quero dizer umas verdades aqui que a TV aberta não tem culhão de dar espaço pra falar.
Posted by Tico Santa Cruz on Quinta, 9 de julho de 2015


com informações da Enciclopédia Livre 
Postar um comentário