23 de nov de 2015

MST doa alimentos para escolas ocupadas em SP

Foto Joaquim Dantas
MST doa alimentos produzidos em assentamentos para escolas ocupadas em SP
Sociedade presta apoio à luta dos estudantes; ONG já cadastrou mais de 1200 pessoas que desejam doar aulas para os alunos

Por Bruno Pavan, do Brasil de Fato

Desde o último dia 9, o estado de São Paulo está vendo nascer dezenas de ocupações nas escolas contra a “reorganização educacional” prometida pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). Na prática, a medida fechará mais de 90 escolas estaduais paulistas.

Em solidariedade aos alunos, tanto pais e o entorno das escolas, como movimentos e entidades da sociedade civil, estão se mobilizando para ajudar com alimentos, limpeza e realização de atividades nas escolas ocupadas.

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) realizou na noite da última quinta-feira (19) a doação de mil litros de leite, 500 litros de suco de uva e mil achocolatados para os manifestantes.

“O governo tucano sempre atuou no sentido de sucatear a educação pública. Os estudantes, nesse momento, estão lutando contra o latifúndio do saber. Como a educação é um dos pilares do MST, o movimento não poderia deixar de apoiar a luta da juventude pela melhoria do ensino”, disse João Paulo Rodrigues, da direção nacional do movimento.

Doe uma aula 
Outra ação que chamou a atenção nas redes foi a que incentiva as pessoas a “doarem uma aula” às escolas ocupadas como forma de apoio. Entrando nesse site, qualquer um pode fazer um cadastro e sugerir uma aula de forma voluntária.

De acordo com o Hub Livre, que organiza a ação, desde a tarde da última terça-feira (17) eles receberam cerca de 3,5 voluntários por minuto.
Postar um comentário